Sobre o Enccult

História do Enccult

O Enccult coordenado pela Uneal e parceiros, em Santana do Ipanema, idealizado pelo Prof. Dr. José Crisólogo de Sales Silva em 2011, baseia-se na necessidade humana de fortalecimento de seus valores culturais e de ampliar atividades para o seu desenvolvimento social. O Evento propõe reunir em um único ambiente no município de Santana do Ipanema, Maceió ou outro município, o científico e o cultural. Desta forma a cada ano, no Campus II da Uneal em Santana do Ipanema, em Maceió e/ou outros ambientes, ocorrerão atividades culturais e científicas que envolverão músicos, atores, artistas, cientistas, extensionistas, professores, discentes e comunidade em geral, numa convivência criativa e harmônica de construção.

O I (primeiro) ENCCULT foi realizado em dezembro de 2011, o II em Novembro de 2012, o III em Novembro de 2013 e o IV foi realizado em novembro de 2014. 27 a 29 de novembro. O V foi de 24 a 27 de novembro 2015. O VI foi de 22 a 25 de novembro de 2016. Em 2017 tivemos o VII Enccult de 08 a 10 de novembro. Em 2018, o VIII Enccult de 7-10 de novembro. O IX Enccult aconteceu no Campus VI, Uneal, Campus IFAL, e Cesmac,  Maceió, de 13-17 de agosto 2019. O X Enccult será realizado de 1 a 4 de setembro de 2020. De forma online, pela primeira vez.

 

Deus nos orienta e abre os caminhos !!! Emmanuel conosco.

 

Construir, divulgar e adquirir conhecimento baseado na pesquisa, extensão, convivência, ensino, pesquisação, troca de expressões culturais, intercâmbios etc para o desenvolvimento científico e cultural da sociedade brasileira.

Objetivos do Enccult.org

Atividades do Enccult

  • mesas redondas

  • palestras

  • minicursos

  • oficinas

  • visitas tecnicas

  • apresentação oral de trabalhos científicos

  • intercâmbios de experiencias

  • publicação de trabalhos

  • Construção e apresentação cultural

  • Concursos de artes e cultura

“da riqueza não vem a cultura, mas da cultura vem a riqueza, disse Sócrates citado por Newton Freitas”. 

Anais do Iv EnccultPara adquirir click na imagem 

O ENCCULT é um evento do Grupo Caatinga de Pesquisas Científicas, Uneal, como promotor, tendo diversas Universidades, Instituições parceiras, IFAL, UFAL, CESMAC, UFRPE, UFCG, UFS, USP, UEBA, UFPE, Instiuto Naturagro,SEBRAE,  MAPA, FAPEAL, GOVERNO DE ALAGOAS.

No IX Enccult você participará de apresentações de trabalhos de forma oral, palestras, minicursos, visitas tecnicas, atividades culturais, concurso de fotografia etc..

O edital do 6º concurso de fotografias você pode baixar em : http://www.enccult.org

Cada participante poderá se inscrever em dois subeventos (Inscrição Geral IX Enccult + Evento) com valor de R$ 44,00 cada evento,  Você somente poderá se inscrever em dois eventos. A primeira opção de cadastramento possibilita participar de todas as palestras, envio de trabalhos e enviar fotografias para o VIº Concurso de Fotografias, participar de atividades culturais estando inscrito em um subevento.

Minicursos Os minicursos custam individualmente R$ 12,00 reais. As excursões e atividades externas funcionam como minicursos.

Para submeter trabalhos, após fazer sua inscrição, click na aba submissão de trabalhos e preencha os formularios da plataforma Urupemba de submissão de trabalhos e submeta seu trabalho. Obrigado por participar do IX Enccult.

O XENCCULT -Encontro Científico Cultural de Alagoas homepage www.enccult.org

- Evento Regional, evento multidisciplinar e interdisciplinar,com bases consolidadas em sua X versão, contemplando várias áreas da Ciência, congregando cientistas de todo o Brasil e internacionais. Pesquisadores professores e alunos, profissionais, produtores privados, empreendedores, são nosso querido público. Acontecerá de 1 a 4de setembrode 2020, com base no campus VI Uneal, Maceió. Este ano por causa da Pandemia, as atividades serão online. Cada Grupo de trabalho dará certificado de 16 horas para quem tiver 75% de participação, baseado nos feedbacks de comentarios, visualizações e outras formas de compromisso do participante.

Serão recebidos os trabalhos, avaliados, publicadosnos Anais do X Enccult com os trabalhos aprovados, e também os 60 melhores trabalhos poderão ser publicados na revista eletronica Diversitas Journal, Qualis B2. Serão disponibilizados palestras e vídeos dos grupos para os participantes, de acordo com iniciativas de cada GT. Tento condições de se fazer algumaatividade presencial,publicaremos os momentos das atividades propostasposteriormente.

Tema do Evento:“ Enccult: 10 anos debatendo práticas e reflexões sobre ensino, pesquisa eextensão”

O ENCCULT é um evento do Grupo Caatinga de Pesquisas Científicas, Uneal ( Universidade Estadual de Alagoas), como promotora, tendodiversas Universidades, Instituiçõesparceiras, IFAL, UFAL, CESMAC, UFRPE, UFAPE, UFCG,UFS, USP, UFSB, IFPE, UEBA,UNIT,UFPE,SEBRAE,MAPA, FAPEAL, GOVERNO DE ALAGOAS.

Esse ano estão incluídos no Enccult os seguintes Grupos de Trabalhos - GT's, para envio de trabalhos e atividades:

1. Agro-desenvolvimento para o Nordeste: proposições, exposições e realizações (Coord. Profs: José Gomes Ufal, Ana Paula Maia e José Crisólogo (Uneal), Wallane Maria P.M Ivo (Embrapa), Rinaldo J.S Maior e Regina Celly B da Silva (Ifal)),Temas Transversais (Desenvolvimento agrosocial, culturas inovadoras, produção agropecuária e segurança alimentar, Agroecologia).

2. Biodiversidade, agricultura familiar e circuitos comerciais agroalimentares; (Coord. Luciano C. B. G. Barbosa (Ufal) Dirceu Benicá ( UFSB), FredericoM.Neves (UFSB), Verônica Nascimento Brito Antunes (Ufal)).Temas Transversais (Agricultura sustentável, desenvolvimento rural sustentável, segurança alimentar, mercados de proximidade e bioeconomia).

3. Campesinato, educação e responsabilidade socioambiental; (Coord. Mauricio Siqueira Silva, Simone S. C. de Menezes ( AESA-CESA),Cátia C.Alexandre (AESA - CESA)),Temas Transversais ( Pedagogia, educação do campo, meio ambiente, economia, sustentabilidade).

4. Ciências biológicas, saúde e suas interfaces; (Coord. Solma L. S. M. Baltar, Maria Lusia de M B Bezerra, Maria Betania M. de Farias (Ufal),Temas Transversais (saúde coletiva, plantas medicinais, animais peçonhentos, toxicologia, ensino na saude, e biologia aplicada ( botânica, fisiologia, parasitologia, entomologia, anatomia)).

5. Comunicação e inovações tecnológicas na saúde; (Jaqueline Maria da Silva – Faculdade Cesmac do Sertão - Coordenadora,Sóstenes Ericson – UFAL– Vice Coordenador,Alayde Ricardo da Silva - Faculdade Cesmac do Sertão – Vice Coordenador).,Temas Transversais (tecnologias da informação e comunicação (TICs), principalmente aquelas voltadas às tecnologias disruptivas como também às aplicadas em saúde, tendo como objeto as inovações, no que tanje aos benefícios para a vida de pacientes. O objetivo é incentivar e acolher pesquisas nas distintas áreas tecnológicas em circulação na academia e nos serviços de saúde).

6. Cultura e dinâmicas territoriais; (Conceição Maria D. de Lima, Cristiano Cézar G. da Silva ( PRODIC/Uneal),Maria do Socorro B. Macedo (Uneal), Jakes Alan de Q. Costa (CECA/Ufal),Temas Transversais (Cultura atrelada às territorialidades em seus aspectos multifacetados, entre eles o papel da gestão das políticas públicas de cultura, aspectos relacionados à educação, às manifestações culturais, à economia, à religiosidade, à política, às relações sociais, à diversidade cultural, aos processos de participação social).

7. Diversidade, espaço e relações étnico-raciais: discutindo os procedimentos, dúvidas e percursos; ( Coord.Maria Ester Ferreira da Silva Viegas, Cirlene Jeane Santos e Santos, Marli de Araújo Santos( Ufal),Temas Transversais (Etinicidade, diversidade, território negro e indígenas, identidade, preconceito, sociedade).

8. Economia, Políticas Públicas e Desenvolvimento Regional; (Coord.Verônica Nascimento Brito Antunes, André Maia Gomes Lages, Camila Hermida, (Ufal)),Temas Transversais (Economia regional, políticas públicas, desenvolvimento regional).

9. Educação de Jovens, Adultos, Idosos e Campesinos; (Coord.Ana Maria Vergner de Morais Oliveira, Sara Ingrid Borba, Sara Jane Cerqueira Bezerra(Uneal)),Temas Transversais ( Educação do Campo, Educação contextualizada, Práticas Pedagógicas na Educação do Campo e EJAI; Educação de Jovens, Adultos e Idosos;Politicas públicas para EJAI e Ed do Campo; Identidade campesina; Diversidade cultural)

10. Educação em Direitos Humanos e Diversidades; ( Coord.Maria Aparecida Vieira de Melo (UFPB), Sara Ingrid Borba (Uneal), Maria Aparecida Cruz(IFPE),Temas Transversais (Diversidades Culturais, Orientação Sexual, Modalidades Educacionais, Movimentos Sociais, Direitos Humamos, Educação Interculturalidade ).

11. Educação inclusiva: múltiplos olhares; ( Coord.Ana Paula Monteiro Rêgo, Profa. Drª. Ana Lydia Vasco de Albuquerque Peixoto, Prof. Me. Wellynton Chaves Monteiro da Silva (Uneal)),Temas Transversais (Diversidade no espaço da escola, alunos com deficiência, didática, planejamento e avaliação com enfoque na inclusão, direito e educação, política educacional).

12. Ensino e aprendizagem de matemática; (Coord.Edel Alexandre Silva Pontes (Ifal), Edel Guilherme Silva Pontes ( Uneal), Tâmara Moraes Bastos (Ifal)),Temas Transversais: (Novas tecnologias educacionais, ensino de matemática).

13. Epidemiologia animal: prevenção e controle; (Coord.José Matias Porto filho (Fac. Rebouças- JP, PB), Atticcus Tanikawa (Fac. Nova Esperança (JP,PB), José Andreey Almeida Teles (Uninassau, JP, PB)),Temas Transversais: (Saúde, meio ambiente, ética, biosegurança).

14. Geografia: ensino, práticas de pesquisa e extensão e tecnologias da informação e da comunicação em educação; (Coord. Ricardo Santos de Almeida (IFAL),Prof. Me. Matteus Freitas de Oliveira (IFAL); Prof. Dr. José Alegnoberto Leite Fechine (UFAL Campus Delmiro Gouveia); Prof. Me. Everson de Oliveira Santos (UFAL)). Temas transversais: (ética, saúde, meio ambiente, pluralidade cultural, orientação sexual, educação e trabalho, práticas didático-pedagógicas).

15. Heteroidentificação [CdSS1] e cotas raciais: discutindo os procedimentos, dúvidas e percursos; (Coord.Maria Ester Ferreira da Silva Viegas, Lígia Dos Santos Ferreira, Rosa Lúcia Lima da Silva Correia (Ufal)),Temas Transversais: (racismo, políticas públicas, educação étnico raciais, racismos institucionais).

16. Infâncias, crianças, diversidade e perspectivas de inclusão; (Coord.Maria do Socorro Barbosa Macedo, Elizete Santos Balbino, Ângela Maria Araujo Leite(Uneal)),Temas Transversais (Infância, inclusão, infância e povos tradicionais).

17. O princípio da igualdade, a avaliação diferenciada no concurso público e a necessidade da Administração Pública de inclusão da Pessoa com deficiência mental em conformidade com a Lei n° 13.146/2015; ( (Coord.Flávio Luz da Costa (UFAL), André Luiz Ferreira Santos (UNINASSAU), Talita Nunes de Souza Baeta Feijó( UNINASSAU)),Temas Transversais (Administração pública, Direito, Psicologia, concurso público, edital, anulação, classificação ou preterição, condições especiais para prestação de prova, curso de formação, escolaridade, exame de saúde e/ou aptidão física, exame psicoténico/psiquiátrico, exigência de prática, reserva de vagas para deficientes).

18. Processos formativos em espaços não-escolares; ( Coord.Viviane de Bona (UFPE), Maria Aparecida Vieira de Melo (UFPB), Ana Célia de Sousa Santos ( UESPI)),Temas Transversais ( Direitos Humanos, espaços não-escolares, formação humana, cultura, práticas formativas)

19. Química que transforma; (Coord.CENIRA MONTEIRO DE CARVALHO (Ufal), KELLY BARBOSA DA SILVA (Ufal), EDJANE VIEIRA PIRES (Uneal)),Temas Transversais: ( Química forense;Oestudo de química,Química ambiental,Ecologia química,Química de produtos naturais,- Tecnologia e inovação na química ).

20. Soberania, Segurança Alimentar e Saberes saudáveis. (Coord.Jakes Halan de Queiroz Costa (Ufal), José Crisólogo de Sales Silva (Uneal), Cícero Ferreira de Albuquerque(Ufal)),Temas Transversais: ( Produção rural, extensão rural, produção agricula, sociologia rural, desenvolvimento rural, história e cultura rural, ecologia, agroecologia, economia rural).

Cada participante poderáse inscrevercom valor de R$ 22,00 por Grupo de Trabalho - GT, Vocêpoderá se inscrever em até 4GT's.

Todos os autores deverão se inscrever no evento. Cada inscrição dá direito ao envio de 3 trabalhos como autor, ou coautor, ou seja uma pessoa somente poderá enviar no máximo 3 trabalhos para um mesmo grupo de trabalho. No momento da submissão será aberto para autores e coautores que ainda estejam em pendencia com pagamento, mas somente estarão classificados os artigos com os autores que estiverem quites com o evento.

Os grupos de trabalho irão produzir material para distribuição digitalpara os GT's ( Textos ou vídeos com a discussão central do grupo). As inscrições uma vez pagas, não poderão ser restituidas, pois todo recurso investido servirá para pagamento de despesas do evento, já que não haverão financiamentos externos.

Qualquer dúvida escrever para contato@enccult.org, / ou tel/ whatzap --Prof. Crisólogo 996042433, entre as 14 e 18 h.

Bases e justificativas

A Constituição, em seu artigo 215, obriga o Estado a garantir a todos o pleno exercício dos direitos culturais e o acesso às fontes da cultura nacional, bem como apoiar e incentivar a valorização e a difusão das manifestações culturais.

De acordo com o artigo 216 subsequente, “constituem patrimônio cultural os bens de natureza material e imaterial, tomados individualmente ou em conjunto, portadores de referência à identidade, à ação, à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade brasileira, nos quais se incluem: I – as formas de expressão; II – os modos de criar, fazer e viver; III – as criações científicas, artísticas e tecnológicas; IV – as obras, objetos, documentos, edificações e demais espaços destinados às manifestações artístico-culturais; V – os conjuntos urbanos e sítios de valor histórico, paisagístico, artístico, arqueológico, paleontológico, ecológico e científico.”

No passado próximo o desenvolvimento tinha visões unidimensionais: desenvolvimento econômico, desenvolvimento social, desenvolvimento cultural, desenvolvimento político, ou desenvolvimento ambiental. Mas veio finalmente a visão multidimensional. A Constituição, em seu artigo 3º., II, declara ser um dos objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil “garantir o desenvolvimento nacional”.

O desenvolvimento multidimensional permite pensar o desenvolvimento em termos de acesso efetivo ao conjunto dos direitos humanos. Os direitos humanos são de três tipos: 1) os direitos políticos, ou seja, a cidadania e a democracia; 2) os direitos econômicos, sociais e culturais; 3) os direitos difusos ou coletivos, como o direito à cidade, o direito ao ambiente saudável e, também, o direito ao desenvolvimento.

Baseados na necessidade de melhoria da intervenção cultural da Uneal com apoio dos parceiros é que se propôs este evento científico cultural – o  ENCCULT, no Campus II da Uneal e outros ambientes em Santana do Ipanema, Sertão de Alagoas podendo ser realizado em outros municipios, instituições e espaços diferentes. 

© 2016 Encontro Científico Cultural (ENCCULT)

Todos os direitos reservados.